Educação Católica para um mundo melhor

Com 45 anos de tradição em educação cristã, o Grupo UBEC – União Brasileira de Educação Católica chancela qualidade e inovação em suas Unidades de Missão. São oito instituições de ensino, de Educação Básica e Superior, localizadas no Distrito Federal, Minas Gerais, Pernambuco e Tocantins, incluindo a modalidade EAD, que rompe fronteiras e já está presente em diversas regiões do Brasil e também no exterior.

A UBEC surgiu em 1972, com o objetivo de manter instituições católicas de ensino e construir uma rede de educação sólida e de qualidade. Hoje, a gestão e os valores da mantenedora estão refletidos em suas nove Unidades de Missão distribuídas por todo Brasil.

Na Educação Básica: Centro Educacional Católica de Brasília (CECB), Colégio Padre De Man (CPM) e Centro Educacional Católica do Leste de Minas Gerais (CECMG), e no Ensino Superior: Centro Universitário do Leste de Minas Gerais (Unileste), Universidade Católica de Brasília (UCB), Faculdade Católica do Tocantins (FACTO), Faculdade Imaculada Conceição do Recife (FICR), Faculdade Católica do Rio Grande do Norte, em credenciamento, e Católica Virtual, com 37 polos EAD distribuídos pelo Brasil, Estados Unidos, Japão e Angola.

Ao todo, cerca de 35 mil estudantes fazem parte do grupo UBEC e mais de 11.100 deles são atendidos pelo Programa de Filantropia e outros benefícios. Em sua missão de considerar os valores humanos em todas as realidades, já são quase 130 mil pessoas atendidas por ações sociais.

Grandes mudanças ocorreram no cenário educacional nos últimos anos. O protagonismo do aluno ganhou espaço, a gestão executiva está cada vez mais qualificada e competitiva, a EAD cresce como nunca e a inovação tecnológica já chegou às salas de aula.

Como garantir padrões de excelência nesse setor que se renova constantemente? A UBEC olhou para o futuro, revisitou suas melhores práticas e fez delas o direcionamento para receber e ofertar o novo.

Vivemos um novo momento no qual nossos esforços estão concentrados em reconduzir a UCB ao protagonismo no mercado do DF

Gestão Corporativa: Otimizar para crescer

Mantenedora da Universidade Católica de Brasília, a maior particular do Centro-Oeste, a UBEC tem como modelo de gestão a Governança Corporativa. O Centro de Serviços Compartilhados (CSC) já existe há 5 anos e traz em seu escopo a facilitação de atividades ligadas à controladoria, gestão de serviços, recursos humanos, financeiro, suprimentos e tecnologia da informação.

Os mais de 250 colaboradores do Centro de Serviços Compartilhados dão fluxo e contribuem para a organização das atividades administrativas fundamentais não só para o funcionamento interno, mas também para todas as instituições de ensino vinculadas à mantenedora.

“Foi acreditando no potencial da UBEC que fizemos a reestruturação do sistema. Crescemos muito com a governança corporativa. Vale a pena acreditar em nossos novos projetos e nossos ideais. ”, destaca o presidente da UBEC, Ir. José Nilton Dourado.

A Governança Corporativa surgiu no Grupo UBEC em 2008, quando um grupo de trabalho formado por gestores e religiosos assumiram o desafio de dar início a uma gestão centralizada. O sistema teve o aval do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBCG) e hoje é um trabalho que virou referência.

“Acolher está na nossa missão e todas as visitas técnicas que recebemos também são uma forma de educar”, afirma o Diretor Executivo de Operações da UBEC, prof. Leonardo Nunes Ferreira. A declaração refere-se ao compartilhamento de boas práticas do CSC que, sob a direção do professor Leonardo desde o início, recebe empresas e instituições interessadas em conhecer o processo de implementação e funcionamento desse trabalho planejado e desenvolvido pela UBEC.

“Nós adotamos a troca de experiências como uma forma de estar sempre buscando aprimorar os serviços, verificar o que as pessoas estão fazendo de melhor, de mais eficiente e o que podemos trazer para o nosso cotidiano”, explica prof. Leonardo. “Receber aumenta a nossa responsabilidade, mas também é motivo de muito orgulho e uma boa forma de retribuir à todas as pessoas que ficam anônimas, mas estão aqui fazendo esse serviço acontecer”, encerra o diretor.

Uma nova marca pra um novo momento

Até 2017, o grupo chamava-se União Brasiliense de Educação e Cultura e mudou de marca, segundo o Dir. Executivo Estratégico, prof. Márcio Pereira Dias, para sinalizar o novo momento: “Celebramos 45 anos de conquistas, mas vivemos tempos de grandes mudanças globais, com novos perfis de estudantes e docentes. A UBEC, que começou como União Brasiliense, se espraiou pelo Brasil e a nova marca reflete isso. Valores católicos e uma educação de qualidade para todos os nossos estudantes em qualquer lugar do país ou do mundo. É uma nova marca Católica para um novo tempo”, comenta.

No mesmo ano, a Diretoria Executiva da UBEC foi ressignificada. “O Conselho entendia que precisávamos de uma diretoria específica para tratar dos assuntos estratégicos e de mercado. Era um dos aspectos fundamentais para dar sustentação ao processo de expansão e crescimento”, explica o presidente do grupo UBEC, Ir. José Nilton Dourado.

A nova estrutura organizacional se configurou então em um desdobramento: À Diretoria Executiva de Operações está atribuída a Prestação de Serviços e Controles, que integra o CSC, e à Diretoria Executiva Estratégica, o papel tático com o mercado e nas áreas acadêmico-pedagógica, gestão de projetos, comunicação e marketing, e gestão de pessoas.

A Gestão: Um legado de realizações

Constituída como Associação Civil, religiosa de direito privado e de caráter assistencial, educacional e filantrópica, a UBEC tem à frente uma gestão realizada por dois Conselhos, um de administração e outro de instituições associadas.

A mantenedora possui uma Ouvidoria, que desempenha o papel de porta-voz do público na organização; uma Auditoria Interna, que avalia a eficiência e a eficácia dos controles do grupo; Compliance, que garante o cumprimento das políticas e diretrizes institucionais; Código de Conduta Ética, direcionado ao comportamento profissional dos colaboradores.

Presidente do Conselho Superior de Administração da UBEC há seis anos, Ir. José Nilton é um maranhense, religioso consagrado marista, administrador, pedagogo e mestre em educação, que escolheu dedicar sua trajetória à proposta religiosa da educação, uma formação integral voltada ao desenvolvimento além de intelectual, cidadão, humano e cristão.

Sua gestão é marcada pela determinação em tornar a UBEC uma referência em práticas acadêmicas e pedagógicas de qualidade, com inovação e tecnologia de ponta para garantir a melhor experiência educacional aos milhares de estudantes do grupo.

“Mudar para se adequar às exigências de mundo”, destaca o presidente. Esse foi o caminho escolhido por Ir. José Nilton para fazer história. “Em 2017, foi deliberado em Assembleia que precisávamos adquirir mais espaços. Expandimos em Palmas, com os dois campi que temos, além da Clínica Veterinária, e depois seguimos para outros estados”, explica.

É da FACTO a primeira Clínica Veterinária universitária da capital do Tocantins, inaugurada em 2017, tem 2.007,93 m² de área construída e atendimento aberto à comunidade nas áreas de cirurgia, reprodução, diagnósticos, clínica e patologia de animais de companhia e de animais de produção.

Essa infraestrutura, somada à qualidade dos cursos e do corpo docente corroboram um novo passo nas exigências do Ministério da Educação: “nossos esforços estão concentrados em nos tornamos um Centro Universitário ainda este ano”, afirma Ir. José Nilton.

Hoje, no escopo de crescimento, já são 68 mil metros quadrados em Natal, onde será construída a futura Faculdade Católica do Rio Grande do Norte; a expansão da Universidade Católica de Brasília, que chega a duas novas cidades do Distrito Federal: Sobradinho e Ceilândia; a aquisição de uma sede própria da Faculdade Imaculada Conceição do Recife, que deixa o morro de Apipucos e muda para uma das principais avenidas da cidade.

“Já está tudo alinhado com o arcebispo de Natal para construirmos a Faculdade Católica do Rio Grande do Norte. O projeto já está pronto e a documentação em andamento. Vai funcionar em Nova Parnamirim e vamos inaugurar a pedra fundamental em setembro”, conta Ir. José Nilton. Ele destaca ainda que a instalação vai começar a funcionar em 1º/2019, dando início aos cursos híbridos, que ofertam disciplinas presencias e EAD.

Sobre a faculdade do Recife, Ir. José Nilton comenta que a instituição saltou de quatro para 13 cursos. “É um momento extremamente importante para o grupo UBEC, para a FICR e para a capital pernambucana. Todos ganham com a autorização destes cursos, que estão em plena sintonia com as necessidades do mercado do trabalho”, declara.

Tecnologias educacionais e inovação em foco

A Católica EAD, com mais de 20 anos de tradição em educação à distância é uma das pioneiras da modalidade no país e inaugurou esse ano o seu Polo Modelo.

A unidade estabelece a todos os polos EAD do grupo UBEC um padrão educacional totalmente voltado para as metodologias ativas, que colocam o aluno no centro do processo ensino-aprendizagem.

“O Polo Modelo se destaca frente às práticas de mercado com o diferencial de ser um modelo pensado e construído com foco no aluno. A partir dele, todos os polos do grupo possibilitarão uma experiência única aos nossos alunos, com um ambiente contemporâneo e inovador, mobiliário flexível e alta tecnologia integrada ao espaço”, explica o diretor da Católica EAD, prof. Bruno Barreto.

Sobre a nova experiência EAD da marca Católica, o presidente da UBEC declara que é um marco na história da Universidade Católica de Brasília e no ensino do país. “Nossa educação a distância está passando por um processo inovador de transformação em seu modelo de negócios, infraestrutura e matriz curricular. São novos rumos fundamentais para obtermos resultados de sucesso e reafirmarmos nosso padrão de excelência”.

Criada em 1996 sob o nome de Católica Virtual, a modalidade à distância da Universidade Católica de Brasília acompanha a revolução industrial 4.0, onde a jornada do estudante é cada vez mais dinâmica e ele passa a protagonizar o aprendizado, transformando a experiência da educação e o papel do professor.

O ambiente é moderno e otimizado, criado para proporcionar uma atmosfera de integração e bem-estar, estimular a criatividade e aproximar os estudantes lembrando um espaço universitário de coworking, baseado no compartilhamento de espaço e de recursos.

“Vivemos um tempo onde a inovação e a modernidade estão presentes no dia a dia. A educação precisa acompanhar esse ritmo e todos os nossos esforços estão concentrados em oferecer ensino de qualidade para o novo aluno, cada vez mais conectado e exigente, e recolocar a marca Católica em seu lugar de destaque no Brasil”, declara o diretor estratégico da UBEC, prof. Márcio Dias.

UBEC é parceira Google for Education

No escopo da inovação e tecnologia do Grupo, este ano, a UBEC firmou parceria com o Google for Education.

“A proposta é aproximar a educação da realidade do novo aluno, que reconhece e faz uso de diversas ferramentas Google no dia-a-dia”, explica a Gerente Acadêmico-Pedagógica da UBEC, prof. Roberta Gontijo. “Estamos qualificando o processo de ensino e aprendizagem em sua versão mais moderna, pensada para atender a velocidade da informação, e do conhecimento aplicado à prática”, afirma.

Com apoio de softwares colaborativos e da versatilidade dos Chromebooks – notebooks adaptados ao Google, os estudantes terão acessos a ferramentas como o Drive, Gmail, Calendário, Classroom, Formulários. Notebooks, tablets e smartphones, muito utilizados pelos alunos, também são instrumentos de aprendizado.

“Um dos recursos mais interessantes do pacote Google for Education é o software Sala de Aula, que integra professores e alunos com para facilitar a comunicação da turma, e estabelecer uma forma simples de compartilhar arquivos úteis para o ensino”, comenta a gerente.

Um Data Center próprio

Na atual gestão, os investimentos em tecnologia tem sido prioridade. A partir de um investimento de R$ 1,2 milhão, a mantenedora construiu seu próprio data center, permitindo às instituições do Grupo e toda a comunidade escolar a otimização no consumo de energia e a disponibilidade dos serviços.

O investimento no data center começou 2013. “Ele foi construído dentro dos mais atualizados conceitos e normas do mercado mundial, para garantir a continuidade de operação de toda infraestrutura de TI e mostra a preocupação da organização em manter as informações disponíveis para todo o ambiente acadêmico suportado”, explica Ir. José Nilton.

A Pastoralidade: Um diferencial do grupo

As instituições de ensino da UBEC mantêm um setor de pastoral totalmente dedicado ao cumprimento da missão católica de educar. O conceito da Pastoralidade reside na formação integral de todos os envolvidos com a comunidade acadêmico-escolar. Nesse sentido, propõe uma educação que tem como objetivo formar cidadãos capazes de transformar a realidade na qual estão inseridos, tendo sólida formação humano-cristã.

“Queremos compreender a nossa visão de mundo e quais os valores que o mundo precisa”, afirma Pe. Helenes Oliveira, diretor-geral da Faculdade Católica do Tocantins e responsável pelo Grupo de Trabalho que produziu as Diretrizes de Pastoralidade da UBEC.

Queremos compreender a nossa visão de mundo e quais os valores que o mundo precisa

O documento foi lançado esse ano e reforça a finalidade educacional do grupo, que expressa sua missão de servir à humanidade e à Igreja por meio da educação e da ação social, com o propósito de alcançar o desenvolvimento integral da pessoa humana e a transformação da sociedade, para uma cidadania engajada, responsável e comprometida com os valores éticos e cristãos.

O supervisor de pastoralidade do grupo, Joaquim Alberto, reforça que “o documento fundamenta as práticas de cada uma das nossas instituições de ensino, potencializa sua missão educativo-evangelizadora, visando o crescimento integral da pessoa. A pastoralidade possibilita a unidade entre a identidade institucional e a missão desenvolvida. É elemento referenciador de toda a vida de nossa instituição, pois integra as dimensões pedagógica, administrativa, financeira, educacional, pastoral e das relações humanas.”

Um dos maiores da Educação Católica no Brasil

A gestão da UBEC é uma das únicas no país a ser constituída em um formato intercongregacional e ter, ainda, a presença de uma Diocese. Essa estrutura lhe confere um caráter plural e diverso, considerando a participação de congregações que são referência mundial em educação.

Assim, as lideranças que assumem a gestão da UBEC são reconfiguradas em ciclos, para que todas as associadas possam participar e contribuir com o crescimento da mantenedora e suas instituições de ensino como um todo. Nesse sentido, seguindo o que rege o protocolo administrativo da UBEC, o presidente do Grupo deixa a gestão ainda esse ano.

O legado de Ir. José Nilton Dourado abriu um leque de oportunidades e realizações para a mantenedora. Com resultados de sucesso e a certeza de que ainda há muito trabalho por vir, ele, que deixa a gestão da UBEC em novembro deste ano, celebra o período à frente de um dos maiores e mais tradicionais grupos de Educação Católica do Brasil.

“Me sinto gratificado e agraciado pela oportunidade de crescer e fazer crescer. Sempre digo que a UBEC foi um doutorado de gestão. Não fiz nada sozinho. Tivemos conosco pessoas audaciosas e corajosas. Juntos, deixamos uma instituição sólida e expandida. Com o Conselho de Administração e a confiança dos membros da Assembleia, pudemos fazer o que fizemos. Meu profundo agradecimento a todos os provinciais, presidentes das associadas e também a todo escritório central, responsável por operacionalizar e agir com estratégia em nossas grandes mudanças. E, com certeza, minha gratidão às Unidades de Missão, que cumpriram tudo o que propomos e, mesmo não sendo fácil, colocaram em prática com maestria. Quando estamos alinhados as coisas acontecem. Estou confortável, alegre e feliz pelo tempo que tivemos juntos e tudo que foi feito em parceria. A construção coletiva nos levou mais longe e hoje, graças a Deus, temos a certeza de que as pessoas que estão aqui vieram para ajudar e consolidar ainda mais o nosso trabalho. Cabe a quem vier melhorar o que está posto. Sozinhos não somos nada. Juntos somos mais”, encerra o religioso.