Governo de Brasília lança Bilhete Único e recarga de cartões pela internet

Fonte: Agência Brasília

Melhorias para o transporte público foram anunciadas pelo governador Rodrigo Rollemberg e pelo secretário de Mobilidade, Fábio Damasceno, na manhã desta sexta (22), no Palácio do Buriti. Créditos poderão ser comprados on-line a partir de segunda (25)

O governo de Brasília lançou, na manhã desta sexta-feira (22), o Bilhete Único e a recarga on-line de créditos para abastecer cartões do transporte público. A compra pela internet estará disponível a partir de segunda-feira (25).

O anúncio foi feito pelo governador Rodrigo Rollemberg e pelo secretário de Mobilidade, Fábio Damasceno, no Palácio do Buriti, como parte das celebrações do Dia Mundial sem Carro.

Com um grupo de dez cartões — quatro deles novos —, os usuários terão mais facilidades para acessar a integração do transporte público do Distrito Federal, o que vai resultar em economia para o cidadão.

Rollemberg comemorou o cumprimento de um dos seus mais importantes compromissos de campanha. “Para quem precisa pegar dois ônibus, ou um ônibus e o metrô, vai ter uma economia muito grande, além da comodidade”, disse.

Os cartões do metrô serão gradualmente substituídos pelo Bilhete Único. A troca permitirá que todos usem os ônibus e o metrô com o mesmo cartão. Além disso, haverá mais catracas para acesso às estações com o Bilhete Único, o que trará mais agilidade.

Três cartões (+Brasília Cidadã, +Estudante e +Vale-transporte) estarão disponíveis na nova versão a partir de segunda-feira (25) para quem for adquirir pela primeira vez ou tirar segunda via.

Os que já têm cartões que dão acesso à integração e a benefícios não precisam trocá-los, pois estarão automaticamente no Bilhete Único. Também não haverá necessidade de atualizar cadastros.

Apenas os usuários dos cartões Flex e Múltiplo do metrô deverão migrar — gradativamente — para o Bilhete Único. A Secretaria de Mobilidade orienta os passageiros a gastar todo o crédito já carregado no cartão para somente depois solicitar a troca. O modelo unitário do metrô continuará em vigor para os que usam o serviço eventualmente.

O secretário Fábio Damasceno destaca que, com mais locais para recarga, haverá mais interesse pelo cartão do Bilhete Único.

“Hoje, não temos postos do DFTrans [Transporte Urbano do Distrito Federal] para recarga no Guará. Uma pessoa que faz um trajeto para o Recanto das Emas não vai se deslocar até o Plano para colocar o crédito. Mas lá vai ter uma estação de metrô que agora vai atendê-la. Com a rede mais pulverizada, você dá mais acessibilidade efetivamente às pessoas”, exemplifica o titular da pasta de Mobilidade.

Ele ressalta ainda que o uso do cartão dá mais segurança aos passageiros. Além de não precisarem portar dinheiro, podem bloquear o cartão, caso o percam, e depois recuperar a quantia que estava creditada nele ao pedir uma segunda via.

Ao abdicar do cartão, muitos usuários também não aproveitam os benefícios da integração. Com o bilhete, pode-se pegar até três trajetos de diferentes preços, e será cobrada a quantia máxima de R$ 5.

Por exemplo: se alguém anda em uma linha circular interna, que custa R$ 2,50, depois opta pelo metrô, a R$ 5, e, por último, embarca em uma linha de curta duração, a R$ 3,50, o valor final de toda a viagem será de R$ 5, desde que pague com o cartão. Se essa mesma pessoa escolhesse usar dinheiro, pagaria, pelos mesmos percursos, R$ 11.

A tarifa de R$ 5 é para até três viagens no mesmo sentido em um período de até duas horas entre a passagem pela catraca do primeiro veículo e a do terceiro.

Além da economia financeira, outras vantagens que Damasceno pontua quando mais gente usa o cartão são a agilidade no embarque e o menor tempo de viagem.

Bilhete Único de Brasília: mais postos e facilidade de recarga on-line

Com a total integração de metrô e ônibus no DF, os usuários terão mais lugares para adquirir e recarregar cartões.

Além de o DFTrans e a Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) poderem compartilhar os postos, três novos serão abertos nos terminais de ônibus de Planaltina e de Brazlândia e no ponto do BRT na Rodoviária do Plano Piloto. Em breve, estão previstos mais quatro postos.

Para colocar créditos, são 33 postos, além da internet. Para se cadastrar e adquirir um novo, 20 postos — em oito deles é possível solicitar segunda via.

Para quem precisa pegar dois ônibus, ou um ônibus e o metrô, vai ter uma economia muito grande, além da comodidade

Onde adquirir

Estação Central, Rodoviária do Plano Piloto, Galeria dos Estados, Estação Galeria, Estação 112 Sul, Estação Shopping, Estação Guará, Estação Águas Claras, Estação Praça do Relógio, Estação Ceilândia Centro, Estação Ceilândia Terminal, Estação Taguatinga Sul, Estação Furnas, Terminal Gama (BRT), Terminal Santa Maria (BRT), Estação Samambaia, Rodoviária de Taguatinga, Rodoviária de Sobradinho , Rodoviária de Planaltina e Terminal Veredas.

Pontos de recarga

Rodoviária do Plano Piloto, Galeria dos Estados, Estação Galeria, Estação 112 Sul, Estação Shopping, Estação Guará, Estação Águas Claras, Estação Praça do Relógio, Estação Ceilândia Centro, Estação Ceilândia Terminal, Estação Taguatinga Sul, Estação Furnas, Terminal Gama (BRT), Terminal Santa Maria (BRT), Estação Samambaia, Rodoviária de Taguatinga, Rodoviária de Sobradinho, Rodoviária de Planaltina, Terminal Veredas, Estação Central, Aquário Rod. Plano Piloto (BRT), Estação 102 Sul, Estação 108 Sul, Estação 114 Sul, Terminal Asa Sul, Estação Feira, Estação Arniqueiras, Estação Concessionárias, Estação Centro Metropolitano, Estação Ceilândia Sul, Estação Guariroba, Estação Ceilândia Norte, Estação Ceilândia Terminal, Estação Samambaia Sul e Terminal Park Way (BRT).

A recarga pela internet poderá ser feita, a partir de segunda-feira (25), pelo portal do Bilhete Único de Brasília. Será emitido um boleto para pagamento. Após a compra, o prazo máximo para recarregar é de 48 horas.

O sistema é o mesmo já utilizado por empresas que oferecem o vale-transporte em cartão. Por isso, não houve gastos extras para o governo.

Atualização de cadastros e biometria facial

Outras medidas para implementação do Bilhete Único e para melhoria do sistema de transporte público do DF já foram adotadas pelo governo de Brasília neste ano. Um exemplo é a atualização de cadastros e testes de biometria facial para identificar fraudes.

A Linha 110, da empresa Piracicabana, que faz o trajeto Rodoviária-Universidade de Brasília (UnB), foi a escolhida para experimentar a tecnologia que tira fotos do passageiro e para compará-las com as do cadastro.

Melhorias na mobilidade do DF

O governador iniciou esta sexta aderindo ao Dia Mundial Sem Carro. Ele saiu da Asa Sul e seguiu para o Palácio do Buriti de bicicleta. Depois de fazer o percurso e constatar as dificuldades pelas quais passam diariamente ciclistas, ele ressaltou algumas medidas do governo durante a cerimônia de lançamento do Bilhete Único.